Limbo

by - 02 fevereiro


Limbo | Thiago D'Evecque | Fantasia Sombria | Amazon | 2015 | 243 pág | ⭐⭐⭐⭐⭐

Sinopse: O Limbo é para onde todas as almas vão após a morte. Além de humanos, deuses esquecidos e espíritos lendários também vagam pelo plano. Muitas almas sabem exatamente onde estão e por que; a maioria, entretanto, ainda tem a impressão de estar viva. A morte é um hábito difícil de se acostumar. Um dos espíritos residentes no Limbo acorda sem nenhuma lembrança de sua identidade. Ele descobre que a Terra está prestes a ser destruída pelos próprios humanos e fica encarregado de enviar doze almas heroicas de volta. Elas reencarnarão no plano dos homens e tentarão reverter o quadro apocalíptico. Contudo, poucas almas encaram o retorno com bons olhos. O espírito deve, então, forçá-las. Armado, de preferência. Assim, resolve visitar um velho amigo: Azazel, anjo ferreiro e primeiro escolhido da lista. O espírito descobre mais sobre quem realmente é, ouve uma versão completamente diferente sobre a rebelião dos anjos e é presenteado com uma surpresa de péssimo gosto. LIMBO mistura elementos e referências de videogames, RPGs, HQs, animes, mangás, filmes, séries e livros. De Lovecraft a Final Fantasy, é uma homenagem às influências que marcaram o autor.

Eu tava procurando por uma fantasia nacional que fosse curta, mas que fosse de qualidade pra continuar minhas leituras de final de ano. Eis que me deparo com Limbo e tive uma surpresa muito agradável ao mergulhar de cabeça nessa história. Confesso que essa foi uma das melhores leituras de 2019 e é com muito carinho que trago essa resenha pra vocês.


A história começa com uma certa alma no limbo acordando de um sono milenar e recebendo uma missão: devolver doze almas ao mundo dos humanos com o objetivo de salvar a terra das garras dos próprios seres humanos (guerras, conflitos, políticas, violência, corrupção). Ao acordar o protagonista não se recorda de seu nome, de sua história e muito menos de sua aparência, ele é penas um borrão luminoso com consciência que precisa cumprir sua missão e com isso vai em busca da primeira alma.

Todas as doze personalidades são escolhidas a dedo pelo protagonista, cada uma com uma virtude que será muito necessária no mundo dos humanos, como humildade, amor, persuasão, liderança, entre muitas outras. E a volta que o autor dá em todos os mundos fantásticos e de uma criatividade que não tem preço! Vemos de um anjo caído até um rei das principais lendas britânicas sendo mandados de volta a Terra. E por falar em anjos, o contexto que embasa a história é sobre a rebelião dos seres celestiais e suas consequências são o que deu origem a narrativa do livro milênios depois.

Com muitas lutas de espadas recheada de ação e reflexões sobre virtudes pude conhecer diversas lendas de feitos heroicos que jamais imaginei existir, e outras que me deparei eu já até então conhecia.

A escrita do Thiago é fluida e envolvente de um jeito que faz você ler capítulo após capítulo e não se sentir cansado da história; pelo contrário, ele instiga a nossa curiosidade ao ponto que a trama vai se desenvolvendo e vamos querendo saber qual será a próxima personalidade a ser enviada para a Terra e qual a verdadeira identidade do tal "ceifador de almas já ceifadas".


Outro ponto bem bacana são os pontos cômicos da trama que ficam por conta de um demônio racista, megalomaníaco e rabugento há muito esquecido que está aprisionado na arma que o protagonista utiliza em toda a história.

O final foi um tanto quanto previsto, mas extremamente necessário e todas as pontas soltas foram muito bem amarradinhas e posso até dizer que nas últimas páginas meu coração ficou quentinho.

Recomendo muito a leitura, é uma fantasia nacional de muita qualidade.

You May Also Like

12 Comments

  1. Oi, Thamiris como vai? Não conhecia este livro e me parece ser uma leitura incrível. Valeu pela dica, pretendo lê-lo futuramente. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá, Thamiris.
    Eu achei essa capa linda e o enredo é muito interessante. E com seus elogios então só fiquei mais curiosa. Por isso já anotei aqui para ler.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Oi Thami,
    Não conhecia a obra, mas talvez seja pelo fato de não me dar muito bem com o sobrenatural... Mas você o classificou como fantasia o que me deixa um pouco mais empolgada para conferir e saber o que acho...
    beeeijo
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Uau!! Não sei muito bem como descrever o que achei da resenha, gostei demais da forma como abordou a sua opinião, não é o meu estilo de leitura, não curto muito nada sobrenatural e nem nada que eu fique com medo, estou na vibe de romance e coisinhas mais leves no momento.
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá..
    Adorei a sua resenha!
    Ainda não conhecia a obra em questão, mas pelos seus comentários pude perceber que com certeza é um livro que me agradaria. A premissa é bem legal e, é claro, já anotei a sua dica!
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Amei sua resenha, Thamiris. Confesso que torço o nariz para esse tema, mas para quem gosta esse livro é um prato cheio! ❤

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  7. Adorei o ponto cômico. Um demônio com humor negro? Adoraria ver!

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Acho que tenho esse e-book no Kindle, mas nunca tinha lido uma resenha sobre.
    Como curti O Ceifador, acho que vou gostar daqui também.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  9. Oii, como vai?
    Eita, gostei bastante da premissa do livro, da capa, do nome....
    Fiquei imaginando como seria um ser que é apenas um borrão luminoso rs

    Abraço,
    Parágrafo Cult

    ResponderExcluir
  10. Oie,
    Apesar de ser um gênero de leitura que não me atrai muito, fiquei bastante curiosa. É bem diferente, e com inspirações diversas.
    Não de finais muito previsíveis, mas pelo menos amarrou as pontas soltas.
    Beeijo!!

    Grazy Carneiro
    Meus Antídotos

    ResponderExcluir
  11. Oi, Thamiris

    Achei a capa lindíssima e a proposta desperta curiosidade. Achei interessante essa escolha das pessoas baseadas em virtudes. Eu acho que gostaria de conferir sim.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir