Treze [Resenha do Livro]

Título no Brasil: Treze
Autor: FML Pepper
Gênero: Romance, ficção.
Editora: Galera Record
Ano da Edição: 2017
Nº de Páginas: 406

Sinopse: O azar pode ser a sua ruína. A sorte também. Da mesma autora da trilogia Não pare! Rebeca, uma garota sem escrúpulos ou fé, criada para ser uma ladra. Códigos decifrados. Uma conta milionária invadida. Diamantes. Desaparecer do mapa. O esquema para o maior golpe de sua vida é irretocável, perfeito... até encontrar Madame Nadeje, a enigmática cartomante do decadente parque de diversões. Ouvir seus segredos mais íntimos seguidos de profecias perturbadoras, entretanto, não impedem Rebeca de ir adiante e... pagar o preço! Seu mundo matemático e lógico desmorona ao enfrentar as previsões da vidente, e sua vida se transforma em um pesadelo. Caçada por criminosos, a jovem acredita que a saída está no treze, o número agourento lançado em forma de charada que, contra qualquer lógica, é justamente o caminho a seguir e, quem sabe, sua salvação. Karl, um orgulhoso e passional lutador de MMA, passa por uma grande decepção. Incapaz de aceitar derrotas, ele comete um erro estúpido e, de herói, se torna vítima em segundos. Um acidente deixa em seu cérebro um coágulo inoperável que pode se romper num piscar de olhos, a vida por um fio. Determinado a esconder a terrível condição de todos, ele resolve levar uma vida tranquila e passar longe de brigas. Um plano perfeito... até conhecer Rebeca! Por ela, Karl seria capaz de jogar toda precaução pelo ralo, seria capaz de tudo, inclusive aceitar que a derrota pode ser a sua salvação.

Nota:
Finalmente saí da minha zona de conforto e aceitei uma parceria pra ler um livro nacional e de romance, vejam bem senhores, romance. Desafio aceito! Recebi o livro, li, e agora são só amores por ele. 

"Privacidade, minha cara, é algo que só existe dentro da sua cabeça."

Na trama somos primeiramente inseridos na vida de Rebeca, uma jovem que não acredita em Deus, no amor, e nem na sorte, que vive com sua mãe de roubos e ataques cibernéticos, onde depois de muito custo acompanha sua melhor amiga Suzy rumo a uma cartomante e recebe, "acidentalmente" uma previsão pro futuro dessa tal vidente. Descrente dessa profecia, Rebeca segue sua vida normalmente, mas as palavras da cartomante nunca saem de sua cabeça. Rebeca e sua mãe moram no Rio de Janeiro e são perseguidas por um agiota chamado Jean Pierre e seus crápulas mafiosos que lhe cobram uma dívida de valor muito alto. Elas bolam um plano de roubo ao cofre do tal homem, afinal, ladrão que rouba ladrão... tudo sai errado e uma parte da previsão se completa!  Dona Isra é presa, e Rebeca é mandada para Minas Gerais sob nome falso com a missão de se esconder do mafioso e prestar secretamente seus serviços cibernéticos para a polícia como forma de cumprir sua pena. 



Paralelamente, também somos apresentados a Karl, um lutador de MMA cuja carreira é promissora, onde depois de ganhar uma luta importante vai atrás de sua namorada, leva um fora, termina o relacionamento de muito tempo e, desnorteado, sai de moto com seu ego estilhaçado e sofre um acidente quase fatal que o deixa em coma por quase 4 meses.

"Como, em questão de segundos, sua vida muda da felicidade extrema para o mais absoluto pavor?"

Karl e Rebeca estão predestinados um ao outro, e ambos nem sonham com isso. Uma das previsões de Madame Nadeje é de que o 13º namorado da garota será o amor de sua vida, aquele que lhe fará acreditar no sentimento mas puro que existe. A garota passa então a perceber todos os sinais a sua volta quando um rapaz bonito, rico e educado chamado Eric aparece em sua vida e se torna seu amigo na faculdade. Karl também entra na vida de Rebeca quando a ajuda na estrada de um bêbado que tenta roubar seu humilde carro.

A narrativa vai se alternando de capítulo em capítulo, sempre em primeira pessoa (coisa que gosto demais), ora do ponto de vista de Rebeca, ora do ponto de vista de Karl, o que acaba sendo uma pista de quem será o predestinado namorado de número 13 da protagonista. Quanto a Rebeca, achei ela um tanto quanto apagada em algumas partes da narrativa, o brilho e destaque ficava sempre com Karl quando os dois contracenavam juntos, e quando Eric e Rebeca se encontravam, o destaque acabava sendo de Eric também, ou talvez eu só não tenha tido empatia com a menina mesmo.

"(...)não deve acreditar cegamente nas estatísticas, garota. O improvável é mais provável do que você imagina."

Eu nunca havia lido um livro nacional, e fiquei encantada quando notei os cenários de Niterói-RJ, um lugar que conheço, e Capitólio-MG, um lugar que sonho em conhecer. Esse fato me inseriu demais na história, somado a escrita muito fluida e de fácil compreensão da Pepper, que por muitas vezes era bem divertida e gostosa de acompanhar. Tudo isso contribuiu para a experiência extremamente agradável que tive. Achei que a trama fluiu muito bem no decorrer do livro, com cenas quentes e divertidas muito bem narradas, e os cenários bem descritos, ao passo que vai se aproximando do final são inseridas algumas cenas de ação e, no final propriamente dito FML Pepper nos leva a parte espiritual da existência de Deus, fato esse que não curti muito, mas entendo ter sido necessário para o fechamento da história.

"Não se trai o que não nos pertence."

Me contem vocês? Já leram esse livro? O que acharam da resenha?

6 comentários:

  1. Oi Thamiris!
    Não curto muito a temática desse livro e tbm não tive uma experiência maravilhosa com outro livro da autora que li, então acho q não lerei. Mas que bom q vc teve uma experiência positiva!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Parece ser uma excelente história.
    Bom restante de semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    O blog está em HIATUS DE VERÃO até o dia 23 de fevereiro, mas comentarei nos blog amigos nesse período.

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  3. Você quer ter posts diferenciados no seu blog? Entre no Arthur Claro igual porém diferente é veja se vale a pena fazer parceria com ele. Eu já fiz e garanto que é bom.

    ResponderExcluir
  4. Amei sua resenha sobre esse livro, ainda não tinha visto nada sobre, mas me animei muito por saber que eles conseguiram desenvolver bem o livro e surpreenderam no resultado!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  5. Que legal esse livro! Ainda não tinha ouvido falar, mas curti a resenha e a história. Acho que uma das partes mais legais de se ler algo nacional é isso que tu falou: reconhecer os lugares que a gente já foi. Nos deixa muito mais inserido na leitura, né?

    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oiiiieee


    O legal é a ambientação, é muito show quando a gente lê sobre uma história ambientada em um lugar que a gente conhece ou vive. Eu acho a premissa desse livro ótima, mas não sabia se ler ou não ler pois ja vi resenhas bem mistas sobre ele, mas ainda assim, fico feliz de vc ter gostado, quem sabe mais pra frente também vou dar uma oportunidade pra essa história ja que nunca li nada da Pepper.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir

| Blog Misto Quente | Siga no Instagram | Curta no Facebook |