Os Cinco do Ciclo [Resenha do e-book]

Título: Os Cinco do Ciclo
Autor: Elias Flamel
Gênero: Literatura fantástica.
Editora: Independente
Ano da Edição: 2017
Nº de Páginas: 556

Sinopse: Yosef de Keltoi. Presenteado na infância, por uma de suas mães, com um tesouro de muitas páginas. Cresceu com pouco, encontrou o seu amor e ao lado dela teve que instigar uma revolução entre trabalhadores do campo. Sua vitória não foi perfeita, pois falhou contra os deuses que tanto venerava. Assim, o líder de uma vila pequena, e quase oculta entre os quatro cantos do mundo, vive o começo da sua velhice. 

Não reclama de ter vivido muitos ciclos e é servo de um império que pintou de rubro nações que ousaram ser grandes. Sempre preocupado com o seu povo e com a sua família. Qual vem primeiro? É uma pergunta que necessita de tempo e páginas para ser respondida. Hitalo, o mais velho dos seus filhos, exige mais firmeza com os homens do campo. No auge da juventude, o divertido e criativo Yohan deseja provar para o seu pai que é um homem feito. Morgiana, companheira de luta, enxerga muito além do que os olhos podem ver e deseja alertar o seu amado Yosef a respeito de algo muito difícil de fugir. 

Yosef parte para Numitor, sua viagem tem como destino a capital de todo o império, lar dos homens de togas brancas que praticam um culto conhecido pelas eras. E esses mesmos homens possuem legiões em seu poder. Era para ser somente mais uma viagem dos tributos, mas o homem comum ouve boatos que colocam em risco o seu lar, a sua cultura e as suas crenças. Uma ajuda é mais que necessária, mas aqueles que são os mais poderosos e dotados de uma sabedoria milenar começam a pedir socorro. Só Yosef, o líder, pode salvar o que tanto ama.

Ao tentar, é exposto o seu passado manchado, ele reencontra velhas amizades e conhece desejos guardados dentro do peito de um dos seus filhos. Sua vontade de ter o que tanto deseja fará Yosef se embrenhar pelas ruas do império. Será preciso conviver com ladrões, fardados de rubro, uma sociedade que ama a prata e o ouro e terá de lutar até mesmo contra a fúria da natureza.

Nota:
Olá pessoal! Tudo bem com vocês? Eu espero que sim! Recentemente recebi um convite muito bacana pra conhecer uma nova leitura. Já deixo registrado que de cara a capa e a sinopse me chamaram muito a atenção e aceitei sem muitas delongas. Porém, alguns empecilhos aconteceram e me fizeram atrasar a leitura de Os Cinco do Ciclo (leia-se evento 7 de setembro, torci meu pé, evento dia das crianças, evento aniversário do boymagia, e início de um processo de mudança), mas cá estou eu sobrevivente, para contar como foi a minha experiência com este livro.

No primeiro momento somos apresentados a Yosef, um senhor de idade (não tão avançada), de personalidade justa, forte e sensível, pai de dois filhos, e líder de uma pequena comunidade chamada Keltoi. Nela, conhecemos o ciclo de colheita de centeio, onde Yosef lidera com muito amor e dedicação, separando uma parte da produção que deverá ser paga a Numitor, um império maior hierarquicamente.

Confesso que a leitura foi um tanto quanto arrastada até metade do livro, talvez pelo fato de eu não ter muito tempo disponível, ou mesmo pela história ainda estar sendo apresentada e desenvolvida. Contudo, valeu a pena insistir.

A coisa começa a ficar interessante no momento que se descobre que Numitor exige, além do imposto em cada colheita, que todos os cidadãos passem a acreditar em um único deus, ao invés dos cinco que todos conhecem da crença milenar a que convivem desde sempre, o que de fato acaba gerando uma guerra e a intolerância as pessoas que não sedem a crença de um único deus.

Elias sem sombra de dúvidas criou personagens muito bem construídos e cenários muito bem escritos e detalhados, somados a uma narrativa em primeira pessoa, sob o olhar do inesperado herói de "idade avançada" em capítulos curtos (coisa que aprecio bastante!).

A mensagem que o livro passa, sem sombra de dúvidas, é de que devemos ter fé e perseverança seja qual for seu propósito, e que o quão importante a família é pra si, mesmo com todos os conflitos e divergências.

20 comentários:

  1. Amazing post dear, thank you for sharing! :)
    I'm following you, hope you'll follow back. xoxo♥

    BLOG
    INSTAGRAM

    ResponderExcluir
  2. Oiee

    Amei a capa do livro, adoro fantasias e leio muitos nacionais. É um livro com bastante páginas e os capitulos curtos ajudam a leitura não ficar tão cansativa, mesmo com as suas ressalvas vou anotar a dica :)

    Bjoss

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Thami!

    A capa por si só já desperta bastante a curiosidade e achei a premissa da obra muito interessante, uma pena que até a metade a leitura seja mais arrastada. O livro parece ter um toque bem sombrio do tipo que adoro, então já vou deixar a dica anotada!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Thami!

    É tão ruim quando a leitura se arrasta, né? To passando por isso.. MAS geralmente depois da metade melhora rsrs
    o que aconteceu nesse caso!!!

    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
  5. Amei sua resenha, não é meu gênero favorito, mas gostei muito das reflexões que ele causa.

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  6. Sei como é, também estou arrastando no livro, um pouco por desanimo com ele e um pouco por falta de tempo.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi, td bem?
    Ai, torcer o pé é horrível né? Melhoras!
    Gostei muito da mensagem que o livro passa, acho que nos dias de hoje é muito importante lermos coisas assim!
    Beijos
    www.somosvisiveiseinfinitos.com.br
    Vídeo novo: https://www.youtube.com/watch?v=o7GNiFkpRqY&t=2s

    ResponderExcluir
  8. Adorei a capa, super bonita, parece ser bem interessante
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  9. Olá, Thamiris.
    Eu li esse livro e tive alguns problemas com ele. Mas o que gostei muito foi que quando falei com o autor sobre eles, ele não se opôs a que eu escrevesse a resenha do jeito que estava. Achei o máximo porque hoje em dia a maioria dos autores só aceita um ótimo em suas resenhas, se não já chama no privado para discutir.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  10. Amei a resenha, o livro deve ser maravilhoso, obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  11. Oi Thami,
    Eu acho que tenho o e-book no Kindle.
    Mas já tinha lido uma resenha com a opinião bem parecida com a sua, de que era arrastada. Enfim, espero ler e apreciar.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  12. A capa do livro, a priore me deixou bem curiosa. Achei um pouco sombrio, na verdade...
    Mas, achei interessante a história...
    Beijos!!
    Borboletra

    ResponderExcluir
  13. Nunca li o livro, mas gostaria de ler todos que mostram valores e são apegados a família eu curto demais.

    ResponderExcluir
  14. Oi Thami,
    O autor me disponibilizou esse livro também, minha meta é ler o fim do ano.
    Alguns pontos que você comentou me deixou a uma pulga atrás da orelha como, o fato da leitura ter se arrastado até o meio do livro. Mais vou dar uma chance ao livro.
    Até mais!

    Lídia
    https://www.depoisdaleitura.com.br/

    ResponderExcluir
  15. bem interessante conhecer esse livro, mas uma pena que a leitura se arraste assim...

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  16. Oie,

    Adoro livros de fantasias, esse eu não conhecia, mas parece ser uma boa história.
    Dica anotada!
    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  17. A capa do livro em si chama bastante atenção. Mas uma leitura arrastada não anima muito... rsrs No entanto, ter uns desafios literários é bom para sairmos de nossa zona de conforto, né? Bjks!

    Mundinho da Hanna

    ResponderExcluir

| Blog Misto Quente | Siga no Instagram | Curta no Facebook |