Garotas de Vidro [Resenha do Livro]

Título Original: Wintergirls
Título no Brasil: Garotas de Vidro
Autor: Laurie Halse Anderson
Gênero: Drama
Editora: Novo Conceito
Ano da Edição: 19 de março de 2009

SinopseLia e Cassie são amigas há anos, ambas congeladas em seus corpos. No entanto, em uma manhã, Lia acorda com a notícia de que Cassie está morta, e as circunstâncias de sua morte ainda são um mistério. Não bastasse isso, Cassie tentara falar com Lia momentos antes, para pedir ajuda. Lia tem de lidar com o pai, que é um renomado escritor, sua madrasta e a mãe, uma cardiologista que vive ocupada, salvando a vida dos outros. Contudo, seu maior tormento é a voz dentro de si mesma, que não a deixa se esquecer de manter o controle, continuar forte e perder mais, sempre perder mais, e pesar menos. Bem menos.

Nota:



"Vá embora. Lia precisa dormir por cem anos em uma caixa de vidro fechada. As pessoas que saberão onde a chave está escondida morrerão, e ela finalmente vai poder descansar um pouco."

Minha humilde e mortal opinião:

Uma capa linda, um título curioso, e uma história perturbadora. Garotas de Vidro retrata a vida de Lia, uma adolescente de pais divorciados que vive com o pai, a madrasta e uma meia-irmã, possui um transtorno alimentar e, no início do livro, recebe a notícia da morte de sua melhor amiga, Cassie.


“...corpo encontrado em um quarto de motel, sozinho... Ela ligou trinta e três vezes.”


Na infância, Lia e Cassie fizeram uma aposta e uma promessa de que seriam as mais magras de toda a escola, uma ideia completamente paranoica, que as fizeram desenvolver transtornos alimentares... Lia, a anoréxica, e Cassie, a bulímica. No ensino médio as duas acabaram se distanciando, mas a notícia de que Cassie havia morrido fez Lia se reaproximar da amiga de um jeito nada convencional.


"Fantasmas esperam nas sombras da sala, tremeluzindo devagar. Os outros podem vê-los também, eu sei. Todos têm medo de falar sobre o que nos encaram do escuro."


Confesso que nunca tinha lido uma narrativa assim, tão pesada e direta. A autora retrata bem o desespero psicológico da personagem principal, que, após ter sido internada várias vezes para tratamento, ainda convivia com esse transtorno de imagem e síndrome de boderline.

"Mordi, mastiguei, engoli dia após dia, e menti, menti, menti (Quem quer se recuperar? Levei anos para chegar aquele peso. Eu não estava doente; eu estava forte)"


Apesar de ser uma personagem tão frágil, a autora deixa claro que Lia não queria ser daquele jeito, não queria ferir nem deixar triste os outros a sua volta, mas que não há nada a ser feito a não ser obedecer as vozes que vem de dentro da sua cabeça, que te dizem o que fazer o que pensar.

"Eu sei que sou eu, mas não sou eu, não de verdade. Não sei como sou. Não consigo lembrar como é que a gente faz para parecer alguma coisa."

Recomendo a leitura para os que estejam preparados psicologicamente para se aprofundar nesse mundo tão obscuro que é a mente humana e o que ela é capaz de fazer com o próprio corpo que ela habita.

14 comentários:

  1. Oi Thamiris!
    Eu já li esse livro e não foi uma leitura fácil. Eu queria enfiar as batatinhas na Lia!

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  2. Acredito que seja um livro difícil de ler e o qual é preciso ter alguma maturidade para ler! Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
  3. Oi Thamiris, não sei se estou preparada, pela resenha parece mesmo bem pesada, mas já adicionei na lista de leitura pq bateu a curiosidade heheheheheh

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi! A história é bem forte mesmo, aborda transtornos alimentares e psicológicos, realmente para ler precisa esta preparado. No momento não leria. Bjos <3

    Click Literário

    ResponderExcluir
  5. fiquei bem curiosa com o livro
    https://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  6. Nossa Thami!

    Eu já tinha visto resenhas mas a sua foi bem direta e eu fiquei bem curiosa tambem , nunca li sobre transtornos alimentares.. deve dar um desespero D:

    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
  7. Gostei da sua resenha, parece ser um livro bem interessante mas é tão pesado que não sei se tô preparada para lê-lo.

    https://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Thamiris, tudo bem?
    Apesar da temática difícil, esse livro parece ser muito bom.
    Gosto quando o autor se aprofunda no psicológico dos personagens.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  9. really great post honey!
    kisses from Poland :*

    ResponderExcluir
  10. Oi, Thamiris!
    Eu não li o livor, mas já vi muita gente comentando que ele é uma história bem pesada. Infelizmente, essa é a realidade de muitas garotas.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  11. Uau, parece ter um assunto bem pesado nessa história.. interessante para o leitor refletir sobre o assunto..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi, Thamiris!
    Eu simplesmente amei esse livro. Ele trata de um assunto pesado de uma forma em que não esconde nada dos leitores. Eu gosto muito disso, pois ficar floreando coisas que não são legais, podem levar pessoas por um caminho errado, né?
    Por isso, esse é um dos meus preferidos.
    Beijinhos,


    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  13. Caramba que história pesada mas a realidade de muitas adolescentes, não é meu tipo de leitura mas parece ser um livro bem bacana.

    Beijos
    http://www.pimentadeacucar.com

    ResponderExcluir
  14. hi, ım a new follower on your blog from gfc ...
    I hope you will be back ...
    http://soslubadem.blogspot.com.tr/

    ResponderExcluir

Retribuo todos os comentários aqui deixados!
Não esqueça de seguir nosso Instagram ~> @miiistoquente.