Orphan Black #Season1 [Resenha da Série]

Título: Orphan Black
Título Original: Orphan Black
Nº de episódios: 10
Canal exibido: Netflix
Ano de lançamento: 2013
Gênero: Ficção, drama, suspense, biopunk (?)

Sinopse: Após presenciar o suicídio de uma desconhecida com a aparência idêntica à sua, Sarah Manning, uma órfã britânica com um histórico de delitos criminais, resolve furtar seus pertences e assumir sua identidade, se passando pela detetive Elizabeth Childs. As intenções iniciais de Sarah eram simplesmente tomar posse do dinheiro contido na conta bancária de Childs e usá-lo para começar uma nova vida com seu irmão adotivo Felix Dawkins e sua filha de 7 anos, Kira. Sarah usa a morte de Beth para despistar seu ex-namorado, um traficante de drogas chamado Victor, assumindo a identidade da policial e, consequentemente, acaba se envolvendo em uma conspiração envolvendo clonagem humana. Sarah então tem de ao mesmo tempo impedir que a polícia descubra sua identidade verdadeira e ajudar suas recém-descobertas irmãs clones a descobrir sua verdadeira origem, além de se proteger de um grupo de fanáticos religiosos que desejam destruí-las.

Minha humilde e mortal opinião:


Era pra ser mais um dia caçando coisas pra assistir na Netflix, reclamando do "mesmo de sempre", por não ter nenhuma novidade das coisas que eu costumo acompanhar. Não demorou muito quando alguma força sobrenatural divina fez com que eu escolhesse Orphan Black pra assistir, isso mesmo, sem indicação nenhuma. Agora é o dilema... o que falar de um seriado que eu mal acabei de assistir a 1ª temporada e já considero um dos meus prediletos?


Resumidamente, Orphan Black conta a história de várias mulheres que descobrem ser clones e propriedade de uma enorme organização científica. Além de terem que lidar com suas vidas pessoais, essas "clones" tem que buscar respostas para todas as suas perguntas ligadas ao assunto e ainda fugir de um assassino que baseado no cristianismo acredita que estas são aberrações demoníacas. 

Orphan Black conquistou meu coração pelo fato de todos os personagens principais serem do sexo feminino ("as clones") e por misturar ficção/suspense/drama/terror e o gênero biopunk, que eu nem sabia que existia até ver essa série.

O biopunk é um subgênero da ficção cyberpunk, o qual descreve o lado underground da revolução biotecnológica iniciada na última década do século XX. As histórias biopunk exploram temas de indivíduos ou grupos, que frequentemente pertencem a uma subcultura e sua apropriação de várias biotecnologias para fins subversivos, contra um pano de fundo de governos totalitários ou megacorporações que abusam destas mesmas tecnologias como forma de controle social ou lucro. Diversamente do cyberpunk, a base não é a tecnologia da informação, mas a biologia sintética. Como na ficção pós-cyberpunk, os indivíduos geralmente alteram seus corpos e ampliam suas capacidades não através de cyberware, mas por engenharia genética em seus próprios cromossomos.


O seriado trata sobre questões éticas e morais da clonagem humana e todos os seus efeitos físicos e psicológicos em cima dos "clonados" e de todas as pessoas a sua volta, de uma maneira suavemente Sci-fi, e com representação significativa das mulheres em todos os papéis principais. De fato, conquistou o meu respeito, e hoje Orphan Black tem minha total atenção (e dedicação pra assistir as próximas temporadas kk). Sem contar que são incríveis os inúmeros papéis da Tatiana Maslany interpretando todas as clones.


Recomendo com empenho que assistam essa série.

Nota Final:


12 comentários:

  1. Oi Thami,
    Minha irmã já terminou Orphan Black e eu, sem querer (e.e), conheço um pouco da história. Com certeza está na lista das séries que vou assistir nessas férias, gosto muito de séries e filmes desse tipo. Esses dias assisti "Onde Está Segunda", filme da Netflix e achei incrível, a história é bem semelhante a de Orphan Black. Se tiver um tempinho, assiste lá, talvez você goste! /o/

    Abraços,
    https://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi! Essa série é super elogiada e acho a premissa dela bem criativa. Preciso conferir sem dúvidas.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Pi Thamiris, tudo bem? Não conhecia esse gênero biopunk, mas é série e bem elogiada e acho muito interessante o tema de clonagem, ainda quero assistir, com certeza!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo bem?
    Primeira vez por aqui. =)
    Quero muito assistir a essa série! Ainda mais depois de ler que a representatividade feminina é tão presente.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  5. Olá, Thamiris.
    Eu amei a primeira temporada dessa série. Pena que depois decaiu um pouco. Mas ainda assim vale muito a pena. E a atriz é maravilhosa. Em nenhum momento parecia que era uma atriz só que fazia todas.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Oi Thamiris, tudo bem!
    Tempos atrás eu conferi o piloto dessa série, mas para ser sincera não me recordava qual era sua trama. A proposta parece interesse e quando tiver um tempo vou querer assisti-la.

    *bye*
    Marla Almeida
    https://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oláá! Tudo bem?
    Já assisti essa série todinha! Fiquei louca com a primeira temporada mesmo, mas depois a trama se perde um pouco.. não que faça a gente deixar de querer ver, porque queremos a resolução de todos os mistérios. e a atriz é maravilhosa né!!
    beeijo

    http://lecaferouge.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Interessante, nunca tinha nem visto essa série lá pela Netflix.. gostei bastante da sua opinião, e acho que vou assistir em breve :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  9. ainda não assisti
    https://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  10. Já ouvi sobre a série, mas nunca tive o interesse em assistir.
    Mas adorei a dica, quem sabe um dia eu assista.
    beijos boa semana.
    bellapagina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi Thamiris, tudo bem?
    Eu comecei essa série e (acho) que terminei a primeira temporada. Lembro que eu tinha curtido muito e tava super empolgada. Por alguma razão eu acabei parando de assistir e hoje, ainda que reconheça a genialidade da série principalmente da atriz, não tenho mais interesse em retomar.

    Att.,
    Eduarda Henker
    Queria Estar Lendo

    ResponderExcluir
  12. Oi Thamiris!
    Eu sempre ouço falar dessa série mas nunca tinha me interessado em saber mais sobre ela. Adorei o fato de tratar de clones e pelo que vc falou é mt mais legal do que eu pensava.
    Estou assistindo mtas séries atualmente, mas assim que terminar algumas vou colocar Orphan Black na lista!
    Beijos!

    Mais Uma Página

    ResponderExcluir

| Blog Misto Quente | Siga no Instagram | Curta no Facebook |